domingo, 31 de janeiro de 2010

Examine as Escrituras - Texto para 31 de Janeiro de 2010

Domingo, 31 de janeiro

Saboreai e vede que Jeová é bom. — Sal. 34:8.

Seu primeiro amor à verdade era importante, mas, com o tempo, foi se tornando necessário aprofundá-lo a fim de enfrentar novas provas de fé. No entanto, Jeová o sustentou. (1 Cor. 10:13) Assim, suas experiências são outra maneira de provar a si mesmo a boa e aceitável vontade de Deus. -- Josué 23:14.

Para ilustrar, considere a situação dos israelitas quando Jeová declarou seu propósito de libertá-los da escravidão no Egito. Deus se identificou a Moisés, dizendo: “Mostrarei ser o que eu mostrar ser.” (Êxo. 3:7, 8, 13, 14) Basicamente, Jeová dizia que assumiria qualquer papel que fosse necessário para libertar seu povo. Mais tarde, os israelitas viram Jeová revelar as muitas facetas de sua personalidade, tais como Todo-Poderoso, Juiz, Líder, Libertador, Guerreiro e Provisor. — Êxo. 12:12; 13:21; 14:24-31; 16:4; Nee. 9:9-15.



Comentário adicional em A Sentinela 1º/09/2002 pp. 29-30

Como devemos encarar as provações?

PROVAÇÕES! Todos as têm. Podem ser causadas por conflitos de personalidade, dificuldades econômicas, problemas de saúde, tentações, pressões de outros para fazer o mal, perseguição, questões que envolvem a neutralidade ou nossa recusa de participar em atos de idolatria, e muitas outras coisas. Não importa que provações sejam, muitas vezes causam grande ansiedade. Como podemos enfrentá-las com bom êxito? Somos de algum modo beneficiados por elas?

O melhor apoio

O Rei Davi, da antiguidade, teve uma vida cheia de provações, mas morreu fiel. Como conseguiu perseverar? Ele indicou a origem da sua força ao dizer: “Jeová é o meu Pastor. Nada me faltará.” Depois passou a dizer: “Ainda que eu ande pelo vale da sombra tenebrosa, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; tua vara e teu bastão são as coisas que me consolam.” (Salmo 23:1, 4) De fato, não há limites ao apoio que Jeová pode fornecer. Ele cuidou de Davi em épocas bem tenebrosas, e está disposto a fazer o mesmo por nós, quando for necessário.

Como podemos conseguir o apoio de Jeová? A Bíblia indica isso quando diz: “Saboreai e vede que Jeová é bom.” (Salmo 34:8) Esse é um convite cordial, mas qual é seu significado? É um encorajamento para servirmos a Jeová e harmonizarmos a nossa vida plenamente com a sua vontade. Agir assim significa abrir mão da nossa liberdade, até certo ponto; fazer sacrifícios. Em alguns casos, isso pode até mesmo causar provações — perseguição e sofrimento. Todavia, os que aceitarem o convite de Jeová de todo o coração nunca precisarão lamentar isso. Jeová será muito bom para com eles; os guiará e cuidará deles espiritualmente. Durante provações ele os sustentará por meio da sua Palavra, seu espírito santo e a congregação cristã. E por fim os recompensará com a vida eterna. — Salmo 23:6; 25:9; Isaías 30:21; Romanos 15:5.

Os que tomam a decisão de mudar a vida para servir a Jeová e se apegam a essa decisão descobrem que Jeová cumpre todas as suas promessas. Isso se deu com os israelitas que seguiram Josué para a Terra Prometida. Depois de terem cruzado o Jordão, houve provações a suportar, batalhas a travar e lições duras a aprender. Mas aquela geração se mostrou mais fiel do que seus pais, que saíram do Egito e morreram no ermo. Por isso, Jeová sustentou os fiéis, e o registro bíblico diz a respeito da sua condição no fim da vida de Josué: “Jeová lhes deu descanso em todo o redor, segundo tudo o que havia jurado aos seus antepassados . . . Não falhou nem uma única de todas as boas promessas que Jeová fizera à casa de Israel; tudo se cumpriu.” (Josué 21:44, 45) Isso também se pode dar conosco, se confiarmos plenamente em Jeová quando sob provação e em todas as outras ocasiões.

O que poderia enfraquecer nossa confiança em Jeová? Jesus salientou um ponto ao dizer: “Ninguém pode trabalhar como escravo para dois amos . . . Não podeis trabalhar como escravos para Deus e para as Riquezas.” (Mateus 6:24) Se confiarmos em Jeová, não procuraremos segurança onde a maioria no mundo a procura, nas coisas materiais. Jesus aconselhou aos seus seguidores: “Persisti, pois, em buscar primeiro o reino e a Sua justiça, e todas estas outras coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6:33) O cristão que mantém um conceito equilibrado sobre coisas materiais e dá ao Reino de Deus primazia na sua vida toma a decisão certa. (Eclesiastes 7:12) Naturalmente, isso pode custar-lhe algo. Pode ter de fazer sacrifícios materiais. Mas receberá muitas recompensas. E Jeová o sustentará. — Isaías 48:17, 18.
Postar um comentário